IFMS recebe inscrições por meio do Sisu 2015





Esta é uma época de grande ansiedade para jovens estudantes de todo o país, isso se deve pois foram liberadas recentemente as inscrições para ingresso em Universidades, centros de educação e instituições públicas de ensino através do Sistema Sisu.

Uma das instituições que recebe os seus novos estudantes através deste método de seleção é o Instituto Federal de Educação de Mato Grosso do Sul, o IFMS.  




Está aberto o período de seleção para ingresso em 2015 no IFMS. O Instituto está oferecendo 560 vagas em cursos de nível superior para os campi localizados em Campo Grande, Aquidauana, Coxim, Corumbá, Ponta Porã, Nova Andradina e Três Lagoas.

Quem quiser concorrer a uma das vagas na instituição precisará ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio em 2014 e não ter zerado a prova de redação. Para saber mais sobre as vagas e sobre o processo de seleção acesse o site oficial da seleção. Todos os cursos ofertados pelo IFMS são gratuitos.  


Em 2015, o IFMS está oferecendo cursos novos como Processos Metalúrgicos, Automação Industrial, Tecnologia de Alimentos. Há também o oferecimento de vagas no curso de Bacharelado em Agronomia. Ao todo, são 9 cursos com vagas em aberto.

As inscrições deverão ser feitas através da página web do Sisu. Nesta seleção, metade das vagas da instituição é destinada aos estudantes oriundos da rede pública de ensino. Desse número de vagas, parte é destinada aos estudantes cujas famílias recebem até 1,5 salário mínimo per capita e também aos jovens que se autodeclarem pretos, pardos ou indígenas.  

A divulgação da primeira chamada será feita no dia 26 de janeiro. Após esta etapa será iniciada a realização das matrículas. Os estudantes poderão se matricular nos dias 30 de janeiro, 2 e 3 de fevereiro. As pessoas que não forem selecionadas poderão manifestar o interesse pela participação da lista de espera até o dia 6 de fevereiro. A divulgação da relação dos estudantes selecionados pela segunda chamada será feita no dia 10 de fevereiro.  

Por Melina Menezes



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *